Alterações Climáticas

Alterações Climáticas

O que são?

Alterações climáticas vs. Aquecimento global

O clima está a mudar, as três últimas décadas foram sucessivamente as mais quentes desde que há registos climáticos regulares, ou seja, desde 1850. A média das temperaturas globais dos oceanos e da superfície terrestre mostram um aquecimento de praticamente 1ºC entre 1880 e 2012.

A estas alterações os cientistas deram o nome de Alterações Climáticas, que se definem como as modificações dos climas da Terra ao longo do tempo, tanto devido a causas naturais como às atividades humanas.

O conceito de aquecimento global é referente ao aumento progressivo das temperaturas dos oceanos e da superfície terrestre. Por exemplo, no Japão, a floração de algumas espécies ocorre, em média, cinco dias mais cedo em comparação com o período pré-industrial. No entanto, apesar de ter ganho muita expressão, esta definição não é a mais correta para definir o nosso planeta em mudança, já que não se foca nas alterações de outros elementos climáticos, como a precipitação.

As alterações climáticas já se fazem sentir e exigem resposta imediata. Segundo um estudo recente do Banco Mundial, o custo de inação será de 520 biliões de US dólares anuais. Este custo está associado a eventos extremos que afetarão a água, a saúde, a agricultura, a segurança, os ecossistemas, as migrações, a energia, etc. Sem alterar comportamentos espera-se que os impactos das Alterações climáticas empurrem para a pobreza mais de 100 milhões de pessoas até 2030.

Alterações climáticas no passado

O clima terrestre sempre sofreu mudanças, no entanto, pela primeira vez as causas desta alteração não são apenas naturais (variação da quantidade de radiação solar que atinge o solo ou a sua distribuição à superfície da terra, fenómenos de vulcanismo, entre outros).

A partir da revolução industrial, o ser humano também passou a contribuir para as alterações climáticas, nomeadamente pelo forçamento radioativo, pela intensificação do efeito de estufa devido à emissão de gases como o CO2, o CO, o CH4, os CFC, entre outros. Acredita-se que grande parte do aquecimento médio global, desde meados do séc. XX, seja consequente da concentração de gases de efeito de estufa (GEE) de origem antrópica.
Espera-se que a temperatura média global aumente entre 2,5ºC e 6ºC (IPCC 2013) e algumas regiões do planeta poderão registar aumentos ainda superiores.